Como eu consumo mídia

Manhã

A primeira coisa que faço, ainda na cama, é pegar o iPhone e entrar no Gmail e no Twitter. Antes eu me achava doente por fazer isso. Agora entendi que ler o twitter na cama é como ler jornal na cama – o que eu adoro fazer. Ou seja: o problema não é meu, é do Estadão. Hoje, por exemplo, via twitter eu vi fotos históricas do Muro de Berlim, o vídeo da Nike sobre a nova camisa do Corinthians, uma coleção de fotos raras de animais extintos.
No café da manhã, leio o Estadão. Passo rápido pelo caderno de Esportes (só tem notícia velha), dou uma olhada em Economia (que eu adoraria se falasse muito mais sobre a Bolsa) e paro em Metrópole, meu o único que eu realmente leio (quase) todos os dias. Nas últimas semanas, o Valor deu para me mandar exemplares gratuitos. Gostaria de ler mais, mas a verdade é que na maioria das vezes só a leitura da primeira página me satisfaz.

Carro
O rádio do meu carro tem entrada USB, onde eu coloco um pendrive com os podcasts que eu gosto. O que eu mais escuto:
– versão em áudio da Economist
– This week in Tech – ótimo podcast sobre tecnologia
– Onthemedia – podcast da rádio pública de NY, uma espécie de “o que há de melhor na mídia”

Se estou no carro entre 18h e 21h, costumo ouvir programas de futebol que passam nas rádios Transamérica, JPan, 97 FM, Bandeirantes e CBN (todas salvas na memória do rádio). Se estou sem podcast durante o dia, escuto CBN ou BandNews. Se estou de saco cheio de informação, ouço música na Radio Oi ou no Pen Drive (que além de carregar com podcasts eu tbém coloco das melhores músicas do meu iPod)

Trabalho
Estou o dia todo no Twitter e no Google Reader, um leitor de RSS. Desde que eu entrei no twitter, reduzi muito minha leitura de RSS. E praticamente parei de blogar – acabo canalizando tudo para o twitter. Sigo 140 pessoas no twitter. Não acho que elas são capazes de me manter bem informado, mas elas são capazes de me manter entretido. Pelo RSS eu acompanho 57 fontes de informação diferentes. Não leio tudo que aparece em todas elas, seria impossível. Organizo essas inscrições por Clusters. São eles:

– Blogs (na verdade, uma reunião de tudo que não é cluster)
– Ciência
– Design
– Infografia
– Futebol
– Notícias
– Revistas (blogs SOBRE revistas, não de revistas)
– Tecnologia/Tendências
– Site da Super

Revistas
Das revistas que eu recebo na Super, as que eu acompanho mais de perto são Time, FastCompany e Atlantic. Em casa, sou assinante de Wired, Esquire, Good, Piauí, Playboy, Veja e Exame. Nenhuma delas vai pro lixo sem que eu pelo menos dê uma boa olhada. Nos últimos meses, a Época e a Trip deram pra me mandar exemplares gratuitos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s