As agências começaram a pular do barco?

A Economist dessa semana tem duas matérias sobre publicidade que podiam ser uma só. A primeira, Nothing to Shout About, é aquele desfile deseperador de más notícias: um estudo feito pela Magma prevê que o gasto com anúncios vai cair 14,5% neste ano. (Dividido por setores: revista cai 18,3%, rádio cai 21,8%, jornal cai 26,5% e até internet cai – 2,2%). Normal até, tamanho o buraco econômico nos EUA. O problema maior está no ano que vem: mais uma queda prevista, de 2,1%, e cada vez mais gente apostando que a publicidade não vai acompanhar a recuperação do resto do país. A crise é mais do que econômica: é do modelo negócio. A discussão é boa e não há consenso – e a Economist traz gente dizendo que tá todo mundo ferrado e que a coisa não é bem assim.

A outra matéria, Stretching the accordion, dá conta de como as agências estão começando a diversificar seus negócios. Se o barco está afundando, é hora de ganhar dinheiro em outras paradas. Alguns exemplos:

KBP: abriu uma empresa de RP, uma da análise de dados e uma de gerenciamento de investimentos.

Euro RSCG: comprou um selo musical, o The Hours (selo musical? vai entender) e uma agência de planejamento de eventos.

Ogilvy: lançou o OgilvyEarth, que faz consultoria ecológica, e uma divisão que aconselha empresas sobre como utilizar suas verbas de marketing.

BBH: abriu uma nova divisão, chamada Zag, que desenvolve, faz o marketing e distribui os próprios produtos. Entre seus sucessos está uma linha de comida vegetariana pré-embalada vendida nos supermercados Tesco.

Só não deu pra entender como é que a Economist não citou o Nizan neste movimento mundial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s