Abre. Mais. Visionário. Ever.

In the fourth issue of Wired magazine, in the fall of 1993, just as the Internet was entering public consciousness, Michael Crichton, the author of The Andromeda Strain and Jurassic Park, wrote an essay arguing that newspapers were doomed because they were too dumb. As information became cheaper, more plentiful, and easier to get, consumers, he argued, would become ever more immersed in their specific interests and understand that their more generally oriented paper—at least in the matter of a reader’s special interest, but also by inference everything else—had no idea what it was talking about.

O Michael Crichton não me anima muito não. Mas o cara ter escrito isso em 1993,  aí ele me impressionou. O trecho acima está numa matéria da Vanity Fair sobre o Politico.com. Vale ler clicando neste link aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s